Entre com seu E-Mail:

Cadastre seu E-mail e receba gratuitamente as últimas notícias Contábeis e Jurídicas do ContJus - FeedBurner

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Dez dicas de como se prevenir da fraude do boleto eletrônico

alguns métodos devem ser colocados em prática para que o consumidor não caia nesse tipo de armadilha, principalmente nas compras do eCommerce.

No começo do mês, a empresa de segurança eletrônica RSA identificou uma fraude na internet, que gira em torno de R$ 8,5 bilhões. Chamada "gangue do boleto", o grupo infectou cerca 192 mil computadores com vírus que, uma vez instalado no computador, alteravam o número do boleto original para um dos falsos distribuídos pela gangue.
 Para evitar essa e alguns outros tipos de fraude, Luz Antonio Sacco, Diretor Geral da SafetyPay, plataforma de pagamento digital, explica alguns métodos devem ser colocados em prática para que o consumidor não caia nesse tipo de armadilha, principalmente nas compras do eCommerce.
 1. Atente-se à patente do site em relação à segurança, verifique se a página apresenta os principais certificados que garantem credibilidade;
 2. Procure checar a reputação dos sites, principalmente quando estiver diante de preços que estão muito abaixo dos praticados no mercado. Hoje existem empresas que consolidam informações e experiências de compras de outros clientes;
 3. Dê preferências a transações de pagamentos que são realizados na sua instituição bancária (internet banking), pois são muito mais seguros;
 4. Seja extremamente cuidadoso com links desconhecidos recebidos em e-mails. Evite abri-los, pois em geral contém vírus que podem capturar seus dados;
 5. Busque informações sobre a empresa responsável pela etapa final de pagamento e o número de checagens que comprovem a credibilidade para compra;
 6. Compre apenas em lojas online que possuem em sua página o contato do Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC). De preferência faça o contato com a empresa
 7. Estabeleça uma rotina para checagem dos extratos da conta bancária e do cartão de crédito para averiguar se não há lançamentos suspeitos;
 8. Nunca forneça os dados do cartão de crédito em sites sem conexão segura ou em e-mails não criptografados;
 9. Realize checagens frequentes no computador, utilizando e atualizando os programas de anti vírus;
 10. Jamais realize compras ou pagamentos por meio de computadores de terceiros ou de redes Wi-Fi públicas.


Fonte: NR-7

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares