Entre com seu E-Mail:

Cadastre seu E-mail e receba gratuitamente as últimas notícias Contábeis e Jurídicas do ContJus - FeedBurner

sábado, 26 de julho de 2014

Construindo o Judiciário: acesso a documentos no PJe é facilitado com ferramenta criada por servidor

Uma ferramenta que facilita a vida das partes que utilizam o Processo Judicial Eletrônico (PJe) e ajuda a reduzir custos para o Judiciário foi uma solução criada pelo servidor Marco Aurélio Holder, da Secretaria de Tecnologia da Informação (Setic) do TJRN. Trata-se da criação de um link que dará acesso imediato a todos os documentos para a parte citada no processo.
“Essa ferramenta vai permitir a facilidade do acesso da parte citada à integra da petição inicial, sem ônus para o TJRN e sem trabalho extra para Secretaria Judiciária”, explica o servidor.
O que ocorria antes da implementação da nova funcionalidade do PJe era que a petição inicial teria que ser impressa pelo Poder Judiciário e encaminhada para a parte demandada através dos Correios. “O custo com impressão, papel e com o envio das citações via Correios são cortados com todo o processo judicial sendo visualizado de maneira eletrônica”, explica Marco Aurélio Holder.
Assim, as partes citadas terão acesso ao documento através de um link código, reduzindo, além do custo, a demora para o Poder Judiciário do RN, que muitas vezes era prolongada dependendo da quantidade réus no processo. A medida já está em funcionamento no TJRN desde o dia 14 de julho e poderá ser copiada por outros tribunais do País.
Quem é
Marco Aurélio Holder é dedicado e entusiasmado com seu trabalho. O servidor atua há 15 anos no Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte. Formado em Direito e em Comunicação Social, Marcos é ainda especialista em Jurisdição Criminal. Segundo ele, o segredo para ser bem sucedido em qualquer projeto é a persistência.
“Eu não desisto fácil: procuro até encontrar uma possível solução para colocar em prática. Acredito que essa persistência é o ponto chave para ser bem sucedido em qualquer tarefa”, reitera. O relacionamento de Holder com o Poder Judiciário já é antigo. Filho da juíza aposentada Deise Holder, pai de três filhos e avô de um neto, Marco Aurélio acredita que todo o servidor tem o papel de promover uma Justiça cada vez mais célere e próxima da sociedade.

Fonte: TJRN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagens populares